Resultado da intervenção deve vir em quatro meses, diz Jungmann

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, disse nesta sexta-feira (09.03) que a população do Rio deve começar a perceber os efeitos da intervenção federal na segurança do estado em quatro meses.  Segundo Jungmann, que assumiu a recém-criada pasta da Segurança, a previsão foi feita pelo próprio interventor do Rio, general Walter Braga Netto, em conversa recente entre os dois. Jungmann participou nesta sexta de reunião com 13 parlamentares da bancada fluminense que integram o observatório legislativo da intervenção. A reunião, fechada para a imprensa, foi para que o governo apresentasse as ações até agora.

O ministro e parlamentares contaram na saída que os objetivos apresentados são aqueles já conhecidos, como o desejo de reequipar as polícias, fortalecer as corregedorias e reduzir ingerências políticas nos comandos das corporações. Jungmann também reafirmou que pedirá empréstimo de R$ 20 milhões ao BNDES para fazer um diagnóstico da situação carcerária. Também afirmou que pretende que o STF (Supremo Tribunal Federal) volte a discutir a lei de drogas no país, com vistas a reduzir o encarceramento desnecessário de acusados de crimes. Atualmente, a posse de pequena quantidade de maconha é descriminalizada, mas a lei não estabelece uma quantidade específica para diferenciar usuários de traficantes --a tipificação fica a critério da autoridade que lavra o flagrante. 

 

Fonte: Folha On