Witzel cria comissão para avaliar nova Previdência

 

A ideia é “subsidiar a bancada federal no Congresso Nacional e propor modificações de projetos, emendas constitucionais e demais espécies legislativos apresentados ou a serem apresentados”.

Lembrando que caso a reforma seja aprovada e sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro, o Estado poderá tratar de temas específicos aos seus servidores, principalmente os militares — policiais e bombeiros.

Fonte: Extra, Coluna do Servidor