Na Alemanha, Witzel busca investimentos para o Rio

 

Novos investimentos no Rio de Janeiro e Parcerias Público-Privadas (PPPs) foram temas que estiveram no centro das conversas entre o governador Wilson Witzel e executivos de empresas alemãs, no segundo dia da viagem oficial da comitiva do Governo do Estado a Berlim.

Durante reunião com o governador, o CEO da Volkswagen Caminhões e Ônibus da América Latina, Roberto Cortes, manifestou a intenção de ampliar os investimentos na fábrica de Resende, no Sul Fluminense, que hoje emprega 3 mil pessoas no estado.

“Resende é o centro mundial de produção e desenvolvimento de caminhões da Volkswagen. São 600 engenheiros criando e desenvolvendo produtos para o mercado brasileiro e do exterior. Acreditamos no Brasil e queremos investir cada vez mais”, afirmou Cortes.

Antes, a comitiva do governo encontrou-se com executivos da empresa petrolífera Wintershall. A diretora-executiva e comercial Valerie Bosse informou que a companhia começará a explorar este ano sete poços de petróleo no Brasil, alguns deles no estado do Rio.

Em reunião com representantes do Deutshe Bahn e do KfW, o banco de desenvolvimento da Alemanha, o governador acompanhou uma exposição sobre o funcionamento de PPPs pelo mundo. Witzel defendeu a celebração dessas parcerias por meio de arbitragem, sem envolvimento do Poder Judiciário, como um caminho para evitar que eventuais divergências permaneçam durante longo tempo em discussão nos tribunais. “Essa é uma boa alternativa. Precisamos dar segurança para o investidor desde o início”, disse o governador, que participou ainda de uma reunião com dirigentes do grupo empresarial Siemens e do Banco de Desenvolvimento da Alemanha sobre projetos de energia, óleo e gás e soluções de segurança para Cidades Inteligentes.

Fonte: O Fluminense