Teatro Glaucio Gill comemora 60 anos com programação gratuita

 

Para comemorar seu aniversário de 60 anos, o teatro Glaucio Gill, em Copacabana, está de portas abertas e com programação gratuita até domingo (11.11). O evento conta com apresentações musicais, peças e exposições. Hoje (08.11), às 20h, o diretor Aderbal Freire Filho apresenta "Vianninha conta o último combate do homem comum".

A peça, originalmente encenada como "Nossa vida em família" nos anos 70, foi rebatizada pelo diretor como uma forma de homenagear o autor Oduvaldo Vianna Filho e suas montagens do Teatro de Arena. A peça conta a história de Souza que após uma vida de trabalho, um casamento e cinco filhos, se vê sem ter onde morar e obrigado a se separar.

- O teatro fez aniversário oficialmente no meio do ano. Mas resolvemos comemorar agora para casar com o Projeto Arte e Literatura da Funarj, que administra o espaço. As celebrações vão até 5 de dezembro - diz Bia Oliveira, diretora do Glaucio Gill, fazendo referência ao festival da Funarj que ocupa também outros teatros e espaços da cidade.

As apresentações artísticas seguem no Glaucio Gill no final de semana. Sábado às 10h, Richard Righetti, diretor da Escola Livre de Palhaços (Eslipa), toma conta do palco com o espetáculo "Bem Vindo". No domingo, o mímico Jiddu Saldanha se apresenta em "Por detrás do silêncio", no mesmo horário. As comemoração vão até 5 de dezembro, quando se encerrarão com a peça "E foram felizes para sempre".

Antes, no dia 19 de novembro, o teatro abre seu saguão das 16h às 22h para uma exposição dos artistas plásticos Antônio Carvalho e Márcia Alcântara. A mostra vai até dia 30.

- O saguão do teatro é muito bonito, mas ficava ocioso às vezes. Resolvemos passar a usá-lo também como galeria e ganhamos assim mais um espaço artístico. O Glaucio Gill é de suma importância para a região. É um espaço público, com atividades gratuitas e de fácil acesso, na boca do metrô - conta Bia Oliveira.

Localizado na Praça Cardeal Arcoverde, o teatro foi inaugurado em 1958, sob o nome de Teatro da Praça, e renomeado, em 1965, de Teatro Glaucio Gill, em homenagem ao ator e dramaturgo falecido aos 33 anos. Criado a partir do auditório da Escola Municipal Dom Aquino Correa, foi palco de inúmeros atores e diretores. Por ele, passaram artistas como Rogério Fróes, Aderbal Freire Filho, Tônia Carrero, Nelson Xavier e Fernanda Montenegro.

Fonte: Globo On