O Rio entrou em estado de alerta contra o sarampo, nesta quinta-feira, por causa da proximidade com São Paulo, que vive um surto da doença, com 663 registros desde o início do ano.


A Secretaria estadual de Saúde pretende imunizar todas as crianças a partir de 1 ano de idade e adultos até 49 anos que não estiverem em dia com a vacina tríplice viral, cuja primeira dose é aplicada aos 12 meses. O reforço acontece, com o acréscimo da imunização contra catapora (tetraviral), entre os 15 meses e 4 anos de idade.

sarampo infografico

Quem não tiver sido imunizado adequadamente deverá tomar agora duas doses da tríplice, com intervalo de 30 dias, caso tenha entre 5 e 29 anos. Entre 30 e 49, basta uma dose.

As complicações mais comuns do sarampo são infecções respiratórias, otites, diarreias e doenças neurológicas. Essas complicações geralmente se instalam na fase da doença em que há manchas no corpo e podem deixar sequelas, como diminuição da capacidade mental, cegueira, surdez e retardo do crescimento. A doença pode levar à morte adultos e crianças.

O Rio já teve confirmados este ano 13 casos da doença, todos em Paraty. No ano passado, foram 20 casos notificados.

quadro base info sarampo

 

Fonte : EXTRA / GAZETA DE SÃO PAULO

A reforma da previdência dos militares deve diminuir a alíquota de contribuição para PMs e bombeiros da ativa no Rio. Com anúncio do governo federal, a taxação dos inativos também vai passar por mudança. Eles pagariam em 2020, 8,5%; em 2021, 9,5%; e 2022, 10,5%, porém para ativos e inativos. No Rio, a alíquota é de 14% para ativos e inativos só pagam o que excede o teto do regime geral.

Fonte: Bom Dia Rio (TV Globo)

 

Pagina 1 de 25